Reflexões

Feliz 2018! Bora começar?

metas e atitudes

Estamos partindo para a segunda semana de janeiro e agora depois de alguns dias “de férias” vamos ao primeiro artigo do ano! Uhuuuu!

Ao final de 2017 vi muito uma frase que me chamou atenção e que acredito ter despertado uma certa motivação e vergonha na cara para fazer o que é preciso. A frase dizia o seguinte: “O ano só será novo se você não for o mesmo“. Forte né?

A verdade é que durante alguns episódios de nossa vida, nós simplesmente reclamamos, reclamamos da falta de tempo (meu caso), reclamamos da falta de dinheiro, reclamamos do trabalho, reclamamos da rotina, reclamamos de tudo, mas o que fazemos para que as coisas de fato aconteçam?

Na minha experiência ao longos dos últimos anos, envolvida com o comprometimento de reclamar menos e agradecer mais, muita coisa de fato mudou, não só do lado de fora, no meu dia a dia, como também dentro de mim… Passei a ver a vida de forma mais leve e principalmente, mais bonita.

Ainda sim, muitas coisas estavam paradas e somente agora, com essa frase que ouvi muito e vi muito em vários lugares (parecia até uma aviso do universo… do tipo: acorda Andréia!), é que pude perceber que o problema não era de fato a vida e sim Eu.

O que eu estava fazendo para que minhas queixas fossem resolvidas? Porque sim, quando temos motivos para nos queixar não adianta ficar sentado esperando a morte da bezerra, como dizia meu avô, é preciso se movimentar, arregaçar as mangas e colocar a mão na obra.

Mas o que eu estava fazendo para resolver?! Absolutamente NADA!

Então foi assim que caiu minha ficha e Eu, Andréia, resolvi mexer os pauzinhos. Não vou dizer para você que… “Nossa, desde que entendi isso minha vida mudou completamente, sou outra pessoa, tenho conquistado muito e blá, blá, blá”… Até porque isso não tem nem uma semana direito. Mas estou tirando do papel tudo aquilo que me deixa inquieta.

Quer um exemplo?!

Sempre reclamei muito da falta de tempo para fazer as coisas, como trabalho em casa como redatora e social marketing, eu tenho um horário de trabalho em que devo me manter na frente do computador e atender meus clientes, então… Das 9 as 18 estou nessa posição, sentada e trabalhando. No meu dia a dia em geral, eu acordava as 8 da manhã (sempre gostei muito de dormir) e tinha apenas uma hora para me aprontar, tomar café da manhã e começar a trabalhar. Após o horário de expediente (que nem sempre acaba as 18 horas – esse é um dos poréns de trabalhar por conta própria, já teve dias que passei a madrugada trabalhando, sentada mais de 12 horas), tinha que fazer os afazeres da casa, jantar e na maioria das vezes o tempinho que sobrava eu me jogava no sofá e ia assistir séries na Netflix.

Não me sobrava nada de tempo e muita coisa eu acabava postergando. Qual foi a mudança?

Resolvi acordar mais cedo… E a primeira coisa que tirei da cabeça é que isso poderia ser um sacrifício. Sempre que pensava no fato de ter que acordar mais cedo a única coisa que vinha na minha cabeça era… “Ah não, eu não tenho capacidade para isso, para mim é muito complicado acordar cedinho” e simplesmente era isso que mais me deixava parada no lugar.

Anote suas metas
Anote o que precisa ser mudado e o que precisa ser feito, programe-se e faça!

Então comecei a trabalhar o meu subconsciente… Quando pensava em ter que acordar mais cedo e na minha cabeça já vinha o desespero da ação, eu cortava o pensamento (e ainda corto rsrs) e logo em seguida já pensava, “Andréia imagine um mundo de possibilidades que abrirá para você no momento em que acordar cedo e ter mais tempo para fazer tudo o que deseja”.

Isso é praticamente um exercício, onde falo comigo mesma, me incentivando a fazer o que é preciso, e não é que funciona?! rsrs

O simples fato de acordar duas horas mais cedo me abriu um leque de opções para fazer tudo que é preciso.

Eu sei que você pode estar ai do outro lado pensando… Aff, eu levanto todos os dias praticamente de madrugada…

Mas pensa comigo, você faria isso se não fosse necessário? Era assim que eu pensava… Começo a trabalhar as 9 da manhã, trabalho em casa e por isso não tenho a necessidade de levantar mais cedo para enfrentar o caminho de casa para o trabalho, então simplesmente não via a necessidade.

Entende o que quero dizer?…Em resumo, a vida está em suas mãos, o que você pode fazer hoje, agora, para que situações que você deseja que mudem possam de fato mudar?!

Deseja um novo emprego? Voltar a estudar? Economizar? Melhorar a alimentação? Melhorar sua saúde? O que você precisa fazer para alcançar qualquer uma dessas mudanças? Atitude!

A motivação é necessária, ela te dará uma gás para começar, mas é necessário atitude e foco para manter, pois com o tempo a motivação esfria e ai, na maioria das vezes você para… Não pare… Continue! Tenha foco, você vai conseguir.

Então vamos começar?!

Coloque no papel o que deseja mudar esse ano, não precisa ser algo totalmente radical, comece por algo simples e monte uma estratégia para entender o que deve fazer para colocar isso em prática…

  • Você precisará, como eu, acordar mais cedo para ter mais tempo?
  • Deverá se inscrever num novo curso e aprender novas tarefas para mudar de área ou de empresa?
  • Precisará se inscrever numa faculdade ou num curso a distância?
  • Precisará cortar despesas desnecessárias para economizar?
  • Deverá fazer exames de rotina e se consultar com um médico para saber como fazer?

Não importa…. Você pode fazer, basta fazer! E se você sentir que não consegue, exclua esse pensamento com outro, repita: “Eu posso, eu tenho capacidade para isso e se tenho vontade é porque posso fazer!”

Agora me diz aqui nos comentários… Você vai continuar reclamando do ano ou vai mudar suas atitudes para que de fato o ano seja novo?!

Beijinhos e até a próxima! ♥

Andréia Verrone

28 anos, empresária, gosta de dedicar suas horas vagas para compartilhar inspirações, dicas e livros de auto ajuda. Deseja motivar cada leitor a ir mais longe em sua caminhada e chegar mais próximo de seus sonhos.

“O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas amar tudo que você tem!” – George Carlin