Reflexões

O seu poder está nas mãos de quem?

o poder está nas suas mãos

“Nunca dê o seu poder a mais ninguém”, essa foi uma das frases que vi recentemente no Instagram, frase de Brian Weiss e então refleti sobre o assunto.

Quantas vezes dei o poder da minha vida para outras pessoas? Quantas vezes dei o poder da minha vida para “coisas”? Você já fez isso? Acho que todo mundo, de alguma forma, já fez isso em algum momento da vida ou ainda faz.

Eu já dei o poder da minha vida nas mãos dos meus pais, mesmo depois de adulta, nas mãos de amigos, na mãos de situações que esperava que acontecessem, na mão de namorados, na mão de esposo, não mão de irmãos e até de pessoas que não queriam o meu bem… Nossa, acho que muita gente já teve poder sobre a minha vida, mas eu mesma, nem sei! rsrsrsrsr (rindo pra não chorar – brincadeira).

(Eu não acho que devemos nos entristecer com o que fizemos no passado, mesmo que isso tenha acontecido até meia hora atrás, como disse sobre ter dado o poder da minha vida para outras pessoas. O importante é que tenhamos tomado consciência. Pior seria se não tomássemos! – Acho importante deixar isso claro, por que temos a capacidade de nos colocarmos pra baixo sempre que encontramos um dos nossos erros, mas não faça isso, assim como você apoia um amigo, apoie-se também. E rir da situação é a melhor coisa.

Então eu, Andréia, fiquei feliz por saber que sim, estava entregando meu poder, as decisões que eram só minhas, na mão de pessoas e coisas. Ainda bem que caí em mim.)

Mas vamos lá, voltando a reflexão… Quer saber como dei o meu poder para outras pessoas e coisas?!

Vou te contar…

Já deixei de fazer coisas que sabia que seriam o melhor para mim (daquela forma que só a gente sabe) por dar ouvido a opinião de terceiros. Já fiz coisas que não eram boas para mim, só para não dizer NÃO para outras pessoas, mesmo querendo muito dizer NÃO.

Já dei o poder da minha vida na mão de situações como: “quando tiver aquilo, vou conseguir”, “quando estiver ali, vai dar certo”, “quando não for mais assim, então estará tudo bem”…. E tantas e tantas vezes nada aconteceu…

Porque?!

Porque não estava com o meu poder nas minhas mãos…

Eu acredito demais no fluxo da vida, na vontade de Deus e em destino, mas também acredito que mesmo assim as coisas só acontecem quando fazemos com que aconteça. Posso estar completamente errada, não sei. Mas é o que acredito hoje.

É impressionante como uma frase tão simples como essa, me fez pensar tanto. Será que vale à pena continuar assim, continuar entregando o meu poder, que é só meu, para outras pessoas ou mesmo situações?

Então entendi…

Fazia isso porque não queria ter o peso da minha vida sobre mim. Era muito mais fácil quando simplesmente tinha que decidir sobre duas coisas e chegava até um amigo, irmãos, pais ou marido e deixava que escolhessem por mim.

Eles não sabiam que estavam fazendo isso, pois quem estava dando o poder a eles, era EU. Que culpa eles tinham? Nenhuma.

Se algo desse errado, tava tudo certo, a culpa não era minha, o erro não era meu e pronto… Agora bastava apenas acusar! Simples né?

Não, nada simples… Não estava simples para o meu coração, não estava simples para minha alma, não estava simples para mim. Eu estava me remoendo por dentro, estava diminuindo quem eu sou e sabe qual era o pior? Me olhava como um ser insignificante. Aquela que simplesmente não acerta em nada… Mas Andréia, como vai conseguir acertar alguma coisa se nem mesmo a sua voz você ouve? Se a sua intuição fala contigo todos os dias e você simplesmente cala a boca dela e dá o seu poder a alguém que as vezes nem conhece o intimo de suas vontades, de seus desejos, de seus sonhos?!

Já deu né?! Chega? 🙂

Lembrando que não estou falando de conselhos calorosos e enriquecedores que as vezes nossos entes queridos e amigos mais próximos dão… Esses é muito bom ouvir, mas desde que no final você tenha o poder de decidir sobre suas próprias vontades e de escolher o que é melhor para você, sem deixar que o outro escolha.

Agora te faço uma pergunta, e você? Também tem dado o seu poder para outras pessoas? Se sim, retome! Não estou dizendo que será fácil, mas se conscientizar disso, parar de culpar os outros e colocar as mãos na direção, mesmo que em segundo plano (no caso dar o primeiro para Deus – então fique com o segundo lugar no cuidado com a sua vida, não com o último), faça!

Caso contrário poderá passar a vida sem saber o quanto, de verdade, você é poderosa. E se o seu medo é como era o meu, de assumir coisas que pensa não ser capaz ou de darem errado por ser você quem assumiu… Então recupere o poder mesmo, pois errar e cair todo mundo cai, é necessário para se desenvolver, crescer e até mesmo para entrar no caminho certo.

Beijinhos e até a próxima! ♥

Andréia Verrone

28 anos, empresária, gosta de dedicar suas horas vagas para compartilhar inspirações, dicas e livros de auto ajuda. Deseja motivar cada leitor a ir mais longe em sua caminhada e chegar mais próximo de seus sonhos.

“O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas amar tudo que você tem!” – George Carlin